Excelente como matéria prima, uma obra com containers diminui significativamente a produção de resíduos, reduzindo de 30% (em uma obra convencional) para 1% de desperdício. São três caçambas de entulho contra um saco de lixo, comparativamente. O container Reefer, adotado pela Ferraro, é um material altamente resistente, produzido com aço cortain, alumínio e um isolante térmico bastante eficiente. Foi projetado para o transporte naval e para receber água salgada diariamente. Sua fácil manutenção garante a durabilidade por gerações quando em terra firme.


Os custos de obra deste sistema são similares aos de uma construção convencional, porém por se tratar de uma “caixa pronta” a obra é muito mais rápida. A economia vem do tempo reduzido desta construção, e uma obra finalizada em menos tempo retorna mais rápido o seu investimento.


Por se tratar de uma estrutura mais leve que a alvenaria, a Casa-Container reduz significativamente a carga nas fundações, otimizando o direcionamento dos custos dentro da obra.


Outro fator economicamente favorável é de ordem conceitual: por se tratar de algo inovador e sustentável, uma edificação em containers gera uma mídia espontânea bastante intensa, favorece a disseminação da proposta e se torna um marco para o local onde se insere.

Utilizamos os containers do modelo Reefer, usados para transporte de carga refrigerada. Já vem com um isolamento de fábrica altamente eficiente, dispensando o uso de ar condicionado.
O valor final de uma obra em container se equivale ao de uma construção convencional, com algumas vantagens.
O container é um material projetado para transporte marítimo em condições bastante adversas. Em um terreno, se feita a manutenção adequada, pode durar gerações.
Um container funciona pelo mesmo princípio da Gaiola de Faraday: um condutor, quando carregado, tende a espalhar suas cargas uniformemente por toda a sua superfície. Se esse condutor for uma esfera oca, por exemplo, os efeitos de campo elétrico criados no interior do condutor acabam se anulando, obtendo assim um campo elétrico nulo. É o mesmo princípio dos aviões e dos carros, contrariando o pensamento popular de que são os pneus que fazem essa proteção.
Antes da compra, é pesquisado o histórico de cada container. Este histórico indica o tipo de carga e os itinerários de cada unidade. Também é solicitado um laudo, emitido pelo serviço público federal no próprio porto antes que o container seja liberado. Este laudo atesta que o container está livre de qualquer resíduo ou radiação.
A camada isolante de poliuretano (antichama) se localiza no interior entre as chapas metálicas internas e externas do container, permanecendo completamente isolado.
Por se tratar de um espaço compacto, surge o desafio de trabalhar bem a ergonomia e conforto deste espaço. O mobiliário projetado de forma a ser eficiente, os revestimentos aplicados e a cobertura vegetal aliados aos recortes nas chapas para favorecer a ventilação, a iluminação e a circulação são recursos utilizados para a “humanização” deste material, fazendo com que se torne um espaço bastante confortável, apesar de compacto.

Por se tratar de um material que possui dimensão padrão para transporte, pode ser transportado através de caminhão ou navio. Chegando ao local de instalação é necessário um guindaste ou caminhão munk para retirá-lo do caminhão e colocá-lo no chão. A fundação é bastante simples por conta do peso reduzido de um container com relação à alvenaria e dependendo das condições do terreno, bastam blocos de concreto para apoiá-lo.


A partir daí, são feitos todos os cortes nas chapas, as instalações hidro-sanitárias e elétricas (que podem ser embutidas ou aparentes) e os acabamentos como piso, pintura, conexões entre módulos. É um processo bastante simplificado e rápido.

O container é produzido com um aço altamente resistente. Suas portas originais são projetadas a fim de manter o módulo estanque, quando fechado. Para abri-lo é necessário um maçarico. Na instalação os containers são afixados na fundação, evitando que possam ser transportados a qualquer momento.
- Painéis e portas em aço inoxidável, evitando corrosões.
- Os painéis externos podem ser em alumínio ou aço, dependendo do modelo.
- O isolamento térmico é feito com poliuretano de alta densidade na espessura de 10 cm.
- O piso é uma grelha em alumínio, permitindo um colchão de ar abaixo do piso instalado.
- Suportam até 35.000kg de carga/Tara de 4.000kg.
O cliente deve disponibilizar as ligações de água, luz e esgoto, bem como a fundação no terreno, mediante projeto fornecido pela Ferraro.
Praticamente todo. Montamos e o deixamos prontinho para entrega e instalação. O procedimento de entrega é feito por empresas terceirizadas, pois utilizamos guindaste/munk para manobrar o container e caminhão para o frete. A instalação é feita pelo nosso pessoal, que vai acompanhar o processo de transporte e entrega do produto até o terreno do cliente.
A entrega não, a instalação sim. Como fazemos a entrega via caminhão frete, depende muito da região onde o container vai ser instalado. Nos arredores de Florianópolis conseguimos acompanhar o processo inteiro. Para fora do estado de SC a equipe acompanha apenas a instalação do módulo no terreno. Você receberá um Manual do Proprietário e as Casas-Container da Ferraro têm garantia prevista por lei.